logo-pms-header.png

Veículos movidos a energias alternativas já são 40% das novas vendas

Até abril, as vendas de automóveis elétricos registaram um crescimento de 88%, em cenário de quebra no setor. Reforço dos incentivos, melhorias nas baterias e na rede de carregamento explicam expansão.

Veículos movidos a energias alternativas já são 40% das novas vendas


Os portugueses continuam a aderir convictamente à mobilidade elétrica. Depois deste segmento ter brilhado em 2021, em contraciclo com a crise no setor automóvel, as vendas de veículos 100% elétricos registaram novamente um crescimento recorde de 88,1% nos primeiros quatro meses deste ano.

Segundo os dados da ACAP divulgados este mês, até abril foram vendidos em Portugal 4.707 automóveis elétricos. Isto apesar do cenário geral para o conjunto do setor ser ainda negativo não igualando as vendas pré-pandemia. O mercado caiu 0,7% face ao mesmo período de 2021, estando ainda 39% abaixo do período pré-pandemia.

A boa notícia para o ambiente é que as energias alternativas representam já cerca de 40% das vendas totais de novos veículos em Portugal. E, neste caso, o maior crescimento vai para os híbridos GPL/gasolina, cujas vendas dispararam 125% no primeiro quadrimestre de 2022. Se avaliarmos o grupo dos híbridos/elétricos, a subida foi de 39%.

Muitos factores contribuem para esta crescente adesão à mobilidade elétrica. Desde o impacto ambiental, a que já poucos conseguem ser indiferentes, à redução dos custos com combustível que acarreta esta transição, os automobilistas portugueses estão a fazer a diferença. Portugal surge entre os países europeus com a maior percentagem de carros elétricos vendidos no total das vendas.

Os incentivos públicos à aquisição de modelos elétricos, que este ano ascendem aos 4 mil euros, também dão um empurrão importante para a expansão deste mercado.

Por outro lado, os avanços tecnológicos dos automóveis, nomeadamente das baterias, que nos modelos de gama alta já podem chegar aos 600 ou 700 km de autonomia, jogam também um papel decisivo na hora de escolher esta opção.

Por último, a melhoria gradual na infraestrutura de carregamento confere, aos poucos, mais confiança no sistema. Atualmente a rede pública disponibiliza mais de 6 mil pontos de carregamento, sendo que cerca de mil são rápidos. A esta rede há a somar muitos outros pontos operados por privados de norte a sul do país.

 

portugalmobisummit2022
icon-circle.svg
rectangulo-icon
rectangulo-icon