pms-logo-branco.svg
pms-logo-cores.svg

Carros por subscrição chegam a Portugal em 2023

A marca Lynk&Co, que junta os suecos da Volvo e os chineses da Geely, vai oferecer serviços de subscrição de carros em Portugal no próximo ano

Carros por subscrição chegam a Portugal em 2023

Numa lógica nova, de anti-propriedade - que ainda é tão cara aos portugueses - a Lynk&Co vai trazer o serviço dos carros por subscrição em Portugal a partir de 2023. "Get as much car as you need" é o slogan da marca, a ir de encontro à modernidade de se ter tanto carro quanto se precisa ou se usar o automóvel à medida das nossas necessidades.

Ao contrário das empresas típicas que fornecem carros para alugar, neste caso, são os próprios fabricantes a oferecer o serviço, sem o recurso a intermediários. A Lynk&Co, que junta os suecos da Volvo e os chineses da Geely, já chegou a Espanha. No mercado português vai disponibilizar, a partir de 2023, o modelo híbrido Lynk&Co 01 no serviço de subscrição.

Na maioria dos casos, as marcas da indústria automóvel que entraram no mercado dos serviços de subscrição têm disponíveis modelos elétricos ou híbridos.

Quando a Volvo lançou o programa Care by Volvo na Alemanha, em 2018, os apelos à compra foram trocados por outra mensagem: "Não compre este carro. Subscreva-o".

Para além da Volvo ou da Geely, outras marcas como a Nissan, Audi, Porsche, Jaguar ou Genesis Motor (a gama de luxo da Hyundai) também estão a disponibilizar programas semelhantes, pouco a pouco, em várias cidades mundiais, como noticiou o jornal Público.

No caso da Lynk&Co, os clientes precisam de se tornar membros porque o modelo de funcionamento é o de um clube.  Os membros terão de pagar 500 euros por mês e estão sujeitos a um limite mensal de 1250 quilómetros, sendo que o que não for gasto passa para o mês seguinte e cada quilómetro acima do limite é taxado a 15 cêntimos. "Simples e flexível" refere o site da Lynk&Co.

Atualmente, o único modelo disponível é o Lynk&Co 01, um híbrido plug-in que pode ser usado em preto ou azul e tem um motor 1.5 TDI. A sua autonomia em modo elétrico é de 69 quilómetros e a bateria demora cerca de cinco horas a ser carregada.

 

 

 

 

 

 

noticias-2022
portugalmobisummit2022
rectangulo-icon
rectangulo-icon